Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Festival virtual de viola caipira reúne shows, oficinas, rodas de conversa e exibição de série
03/04/2021 08:03 em Cultura

JORNAL DA ILHA - Cultura

Ilha Solteira - Com um amplo panorama da viola caipira instrumental, acontece nos dias 03, 04, 10 e 11 de abril o Festival Viola da Terra, que reunirá atrações virtuais diversas, como shows de nomes importantes do estilo, exibição de série documental, oficinas e rodas de conversa. A programação é gratuita e pode ser conferida por meio do canal oficial do evento no Youtube (Festival Viola da Terra). 

A iniciativa é realizada com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, ProAC (Programa de Ação Cultural) e Governo Federal, por meio da Lei Aldir Blanc.

Idealizado pelo violeiro João Paulo Amaral e pelo produtor Leo Magnin, em sua primeira edição, o festival reunirá a participação de 35 violeiros e violeiras de diferentes estados ao longo dos quatro dias de programação. Serão, ao todo, seis shows (seguidos de bate papo ao vivo o/a artista), quatro oficinas, três rodas de prosa, duas rodas de viola e websérie em três episódios.

Um dos destaques é o show de Neymar Dias, que se apresenta em trio com Vana Bock (violoncelo) e Pedro Gadelha (contrabaixo acústico), numa apresentação que propõe o diálogo entre diversos estilos musicais, da música raíz à erudição de Bach.

Entre os shows aguardados, está também o do violeiro Lyan, reconhecido nacionalmente pela dupla Mayck e Lyan. Ele realizará, no evento, sua primeira apresentação solo focada na música instrumental. 

A presença das mulheres será marcante no festival. A programação reúne roda de prosa sobre a importância feminina no universo da viola, oficina com Letícia Leal, rodas de viola com a presença de três violeiras da nova geração e show com Juliana Andrade, referência para a música instrumental de viola. Representando o estilo mais tradicional e raiz da viola, a violeira se apresenta acompanhada de dois violões.

As oportunidades de aprendizado também são diversas, a partir de oficinas voltadas para violeiros desde iniciantes até avançados, conduzidas por renomados violeiros do país, como Ivan Vilela e Levi Ramiro.

“Impulsionado pela internet, o interesse pela viola caipira instrumental tem crescido cada vez mais, tanto no interior quanto nas capitais do Brasil. Pensando nisso e nos diferentes estilos musicais que a viola pode trazer em suas 10 cordas, a extensa programação abrange toda diversidade atual do instrumento, desde suas raízes mais antigas e tradicionais até seus estilos mais modernos”, afirma o violeiro e professor João Paulo Amaral, diretor artístico. “A proposta mantém um olhar atento à relação entre viola e território, por isso o título ‘Viola da Terra’, já que, no colo dos violeiros, o instrumento guarda uma relação íntima com as comunidades e culturas locais, raízes regionais e familiares”, diz Leo Magnin, produtor do festival.

Fique Sabendo

Mais informações podem ser conferidas em www.festivalvioladaterra.com.br ou @festivalvioladaterra (Facebook e Instagram).

COMENTÁRIOS