Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
CTG Brasil e Senai investem R$ 8 milhões em inovação para combate à pandemia do coronavírus
27/01/2021 09:11 em Empresas

Ilha Solteira - A CTG Brasil, umas das líderes em geração de energia limpa no País, firmou três parcerias com a rede nacional de Institutos SENAI de Inovação em 2020, com investimentos de Pesquisa e Desenvolvimento para combater a pandemia de Covid-19. No total, os projetos receberam R$ 8 milhões, que somam recursos dos dois parceiros. Carlos Nascimento, Gerente de P&D da CTG Brasil, informa que “diante da pandemia, vimos que a inovação seria importante para ajudar o País a superar esse momento difícil e que os avanços tecnológicos obtidos agora também serão úteis em longo prazo”.

Com a geração de energia como atividade essencial para a retomada econômica do Brasil, uma das iniciativas prevê o uso de inteligência artificial para aumento de segurança nas usinas de geração de energia limpa da CTG Brasil, em parceria com o Instituto SENAI de Inovação em Sistemas Embarcados (ISI-SE), localizado em Florianópolis – SC, e o Instituto SENAI de Inovação para Tecnologia da Informação (ISI-TICs), localizado em Recife – PE.

Por meio de visão computacional ligada a câmeras com termovisão, o objetivo é detectar o uso correto de equipamentos de proteção individual (EPI), medir a temperatura de colaboradores, distanciamento social e evitar riscos diversos. A tecnologia deve gerar alertas automáticos, complementando o trabalho presencial de técnicos de segurança que circulam pelas usinas. 

“O projeto já estava no nosso radar antes mesmo da pandemia, mas, a partir de março, vimos a necessidade de fazer inclusões importantes no escopo, como o monitoramento de temperatura e aglomerações, assim como a detecção do uso de máscara, um EPI que se tornou essencial atualmente e pode ser novamente em eventos similares no futuro”, explica Aljan Machado, Diretor de Saúde e Segurança e Meio Ambiente da CTG Brasil. O projeto começou em setembro e tem duração prevista de dois anos, com entrega parcial já em 2021 e investimento de R$ 4 milhões feito pela geradora de energia limpa.

Ainda em setembro, foi iniciado outro projeto de P&D, com foco em reduzir a exposição dos colaboradores das usinas ao vírus da proliferação da Covid-19. Trata-se do desenvolvimento de um túnel de desinfecção para equipamentos e colaboradores em ambiente industrial, em parceria com o Instituto SENAI de Inovação em Automação, localizado no SENAI-CIMATEC em Salvador - BA. De acordo com Nascimento, “até o momento, não existem túneis desse tipo fabricados a partir de testes científicos para medir a sua eficácia, em termos de tempo necessário para desinfecção ou se a solução utilizada traz riscos à saúde, por exemplo. É isso que buscamos, entendendo que temos que ter uma preocupação sanitária de longo prazo”.

Será possível determinar, ainda, qual é o tamanho ideal para um túnel, a quantidade de bicos de saída e qual é a substância mais adequada para atingir o objetivo sem riscos à saúde, para uso contra a Covid-19, suas possíveis mutações e outros vírus no geral. No total, a iniciativa conta com investimento de R$ 1,9 milhão, divididos entre os dois parceiros, para a produção de dois túneis instalados em usinas da CTG Brasil até abril de 2021. 

O terceiro projeto foi iniciado no primeiro semestre, quando a CTG Brasil firmou parceria com o Instituto SENAI de Inovação em Biossintéticos e Fibras, unidade integrante do SENAI CETIQT, no Rio de Janeiro - RJ, para a produção de testes rápidos de diagnóstico sorológico de Covid-19, com investimento conjunto de R$ 2,1 milhões. Cerca de três milhões de testes serão produzidos mensalmente a partir da aprovação da ANVISA, para disponibilização ao Sistema Único de Saúde (SUS) e venda a laboratórios da rede particular. O projeto ainda conta com as parcerias da Bio-Manguinhos/Fiocruz, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da empresa de biotecnologia Advagen Biotech.

Nos três projetos, o montante aportado pela CTG Brasil faz parte dos recursos financeiros destinados ao Programa de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico do Setor de Energia Elétrica promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

COMENTÁRIOS