Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Estado intensifica ações contra queimadas no período de estiagem
03/06/2020 08:12 em Ambiente

JORNAL DA ILHA - Ambiente

São Paulo - No período de estiagem os incêndios florestais são frequentes, o que impacta negativamente a flora e a fauna, degradam solos, causam prejuízos econômicos, além de oferecer riscos de acidentes e problemas de saúde à população. Em razão disso, o Governo de São Paulo criou e desenvolve a Operação Corta-Fogo, um conjunto de ações destinadas a prevenir, controlar, monitorar e combater ocorrências do tipo, com a participação de diferentes níveis de governo, empresas parceiras e comunidade.

Corta-Fogo foi o nome dado ao Sistema Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais – Lei Estadual 10.547/2000 e Decreto Estadual 56.571/2020.

A Operação é coordenada pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Fiscalização e Biodiversidade, e conta com a participação de órgãos como o Corpo de Bombeiros, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, subordinada à Casa Militar, a Polícia Militar Ambiental, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, a Fundação para a Conservação e a Produção Florestal do Estado de São Paulo e o Instituto Florestal.

Para cumprir os objetivos, a Operação Corta-Fogo desenvolve uma série de atividades de forma permanente ao longo do ano, sendo dividida em três fases (Verde, Amarela e Vermelha) de acordo com as necessidades e priorizações que cada período exige.

Entre os meses de junho e outubro, período que requer medidas emergenciais rápidas, amplas e coordenadas, será ativada a fase vermelha, com foco no combate ao fogo e na fiscalização repressiva, além de intensificação das estratégias de comunicação e campanhas preventivas.

COMENTÁRIOS