Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Espetáculo teatral "Lavadores de Histórias" estará em Ilha Solteira neste mês
01/09/2022 07:51 em Cultura

JORNAL DA ILHA - Cultura

Ilha Solteira - O espetáculo Os Lavadores de Histórias, da Cia. de Achadouros, chega a Ilha Solteira no dia 10 de setembro, sábado, às 17h, encerrando circulação por sete cidades paulistas margeadas pelo Rio Tietê. A sessão acontece na Casa de Cultura Rachel Dossi, integrando a programação da Mostra de Teatro de Ilha Solteira, com ingressos gratuitos

Inspirada na poesia do cuiabano Manoel de Barros, a peça - dirigida por Tereza Gontijo com dramaturgia de Silvia Camossa - fala sobre memórias da infância que foram esquecidas, mas guardadas em objetos abandonados. A montagem foi indicada ao Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem nas categorias Direção Revelação e Trilha Musical Adaptada.

Os Lavadores de Histórias são Urucum, Tom Tom e Jatobá, interpretados pelos atores palhaços Emiliano Favacho, Mariá Guedes e Felipe Michelini, respectivamente. Durante a noite, visitam quintais para lavar objetos esquecidos ou abandonados, como brinquedos e roupas, e reviver momentos da infância. Eles carregam consigo o Rio da Memória. Nas águas desse rio vão lavando os objetos, revelando histórias, fantasias, personagens e brincadeiras. Eles ficam tocados, mas também se divertem muito com os segredos revelados. Por meio de cenas cômicas e circenses, teatro de sombras e objetos, o espetáculo faz uma sensível reflexão sobre a relação da criança com o mundo real e o da imaginação, lançado um olhar lúdico e poético sobre a infância.

A circulação, que já passou por Suzano, Salesópolis, Santana de Parnaíba, Pereira Barreto, Botucatu e Pirapora do Bom Jesus, contemplou sete cidades do interior paulista, banhadas pelo Rio Tietê, numa referência ao Rio da Memória presente no enredo da peça. O Rio Tietê, que nasce em Salesópolis (Serra do Mar), percorre grande parte do estado de São Paulo e deságua no Rio Paraná. A agenda seguiu o trajeto do rio em direção a Mato Grosso, onde nasceu Manoel de Barros. 

Três ações acompanham o espetáculo: Varal de Memórias (instalação cenográfica interativa onde o público pendura suas histórias e lembranças da infância), Programa Lúdico (contém jogos e brincadeiras com temas relacionados à peça) e Mini Documentário (gravação de depoimentos e relatos do público sobre a relação com o rio da sua cidade, registros da circulação e bastidores, que será disponibilizado no YouTube).

COMENTÁRIOS